Ducati cafe racer – a beleza e tecnologia das italianas

COMPARTILHE

A fama dos italianos como exímios conhecedores e bebedores de café é inegável. Em um paralelo fortuito pela semelhança das palavras mas em universos bem diferentes tem demonstrado que o berço da civilização etrusca e romana se compromete de corpo e alma quando quer excelência em alguma coisa. Não poderia ser diferente com as motocicletas. As motocicletas italianas, sinônimo de design sofisticado e tecnologia, tem se provado uma base que impressiona e foge do lugar comum quando o assunto é cafe racer.

Sabemos que a cultura das Café Racers surgiu na Europa, mais precisamente na Inglaterra na década de 50 e 60. Apesar do conservadorismo que dominava o país na época, as motos tinham sua popularidade em alta entre os jovens que, favorecidos por um mercado que praticava preços acessíveis e embalados pelo bom e velho Rock and Roll, faziam delas uma extensão de sua personalidade e um meio de expressar rebeldia e liberdade, dando origem ao movimento que perdura até os dias de hoje.

Os jovens chamados “rockers” nos anos 50 e 60: motos inglesas eram a palavra de ordem

Ao longo do tempo, essa cultura foi sendo difundida mundo afora e, além de motos inglesas, também passou a englobar motos de outras marcas e continentes. As japonesas acabaram ganhando muita popularidade mas as europeias, até hoje, são as preferidas pelos mais puristas, entusiastas e apreciadores. Dentre elas, a marca italiana Ducati se destaca, provavelmente por sua história de sucesso nas pistas com os motores desmodrômicos, reforçando o espírito de velocidade das motos Café. Até hoje modelos icônicos, como a 900SS e a Monster, são explorados das mais variadas formas e estilos por artistas habilidosos.

Ducati 900SS: clássica e ótima base para uma legítima cafe italiana
Ducati Monster 1200 original

Recentemente a cultura Café Racer voltou a a ficar sob os holofotes e em evidência. Talvez pelo marasmo que se instituiu na indústria que há anos não apresenta novidades originais ao mercado de motos. Se é uma percepção pessoal ou se é fato, o que realmente importa é que o movimento Café Racer nunca  esteve tão em alta e com tanta visibilidade.

Observando o cenário atual, tanto os artistas tradicionais como os novos que estão surgindo e se destacando, tem utilizado, além de motos clássicas, motos de nova geração que oferecem tecnologia de ponta. Motos como as Ducati Panigale 1199, Panigale 1299, Monster 821, Monster 1200 e a Scrambler que parecem terem caído no gosto dos estúdios, oficinas, designers e pequenos construtores.

O melhor de tudo é que, atualmente, não precisamos mais ficar apenas babando nas fotos e vídeos disponíveis na internet e sonhando em um dia ter acesso aos modelos que existem na Europa. Ou ainda ter que garimpar entre amigos a informação de algum sortudo abastado que resolveu se desfazer de sua máquina importada. Hoje é possível encontrar, por exemplo, uma Monster 695 em bom estado a partir de módicos R$ 15.000,00 no mercado de usadas. Outros modelos, como versões mais novas da Monster, as 749, 999, 1098, também tem ofertas com preços acessíveis. Até as zero quilômetro chegam a ter o preço mais barato aqui no Brasil do que se compradas na própria Itália.

Uma coisa eu posso garantir, se você colocar a criatividade e ousadia para trabalharem a seu favor em uma máquina da Ducati, pode ter certeza que você e ela, serão destaque por onde passarem! Se não acredita, dê uma conferida nos projetos incríveis abaixo.

Ducati 900SS
Ducati Panigale
Ducati Monster 600cc 1996
Ducati Monster S4RS
Ducati 900SS CR vencedora do World Ducati Week 2016 Contest
Ducati Monster 1200 2016
Ducati Scrambler
Ducati Scrambler
Ducati 999: exemplar orgulhosamente brasileiro consruído pela oficina paulistana SR-Corse Mecânica
Ducati Scrambler Essenza
Ducati 916 1997

COMPARTILHE


2 thoughts on “Ducati cafe racer – a beleza e tecnologia das italianas

  1. Eduardo Borba

    Ótima reportagem! Na próxima pode escrever sobre as Guzzi, tembém são ótimas para customização estilo café racer.
    Abraço Victor!

    1. DUC

      Legal que tenha gostado Borba!
      Sim as Guzzi são um espetáculo à parte, pena não termos uma disponibilidade significativa no Brasil. Mas anotei a sua sugestão! Obrigado!!!

Os comentários estão fechados.