Honda NSR 250 Mad GT3 – Uma esportiva 2 tempos chopper / A sport two stroke chopper

COMPARTILHE

Como em qualquer outro dia, navegando pelo feed do Instagram e procurando por projetos interessantes e diferentes, a MAD GT3 caiu como uma bomba na nossa cabeça. Em uma primeira olhada, era difícil identificar exatamente todas as peças e partes que formavam o conjunto. Mas nunca havíamos visto algo parecido antes. Mesmo com toda a excentricidade, e muita criatividade dos construtores, o resultado ficou fantástico. Foi paixão à primeira vista.

Like in any other day, while we were scrolling through Instagram feed looking for different and interesting motorcycle projects, the MAD GT3 appeared like a bomb in our heads. In a first look was hard to identify exactly all the parts. But we never had seen something like that before. Even with all the eccentricity and lots of creativity of the builder the results ended look awesome. We fell in love.

A motocicleta era de um cara bacana, rebelde e super cabeça aberta do Japão: Motoyan. Não poderia ser diferente. Como a gente sabe, toda motocicleta tem um pouco da personalidade de seu dono.

The bike came from a nice, rebel and open-minded guy from Japan: Motoyan. It could not be different. Like we know, every bike has a lot of personality of his owner.

Honda NSR 250 MAD GT3
Motoyan curtindo sua moto / Motoyan enjoying his bike
Motoyan

O motor é um dois tempos de uma daquelas clássicas pequenas esportivas que pipocavam nas ruas do Japão nos anos 80 e 90. Um motor em V 90 graus de 250cc com 45 cavalos da capetinha Honda NSR 250. O quadro, na verdade parte dele, veio de outra clássica, uma Triumph TR6 dos anos 60. Mas no projeto, acredite, a moto foi convertida em uma rabo duro por intermédio de um subframe feito sob medida. A TR6 original tem o subframe parafusado ao quadro e, portanto, o processo de fazer a conversão é relativamente simples.

The engine is a two stroke from one of that small classic sport bikes that flooded the streets of Japan in the 80s and 90s. A V twin 90o 250cc delivering 45HP from the Honda NSR 250. The frame, at least part of it, came from another classic, a Triumph TR6 from the 60s. But in the project, the bike, believe or not, was converted to a hardtail with a custom subframe. The original Triumph model has the subframe bolted to the main frame. So, the process to take it off and put another one is relatively easy.

O motor da MAD GT3: Honda NSR 250 2 tempos / The MAD GT3’s engine: Honda NSR 250cc two stroke
Honda NSR 250, a doadora / Honda NSR 250, the engine donor
O quadro original da Triumph TR6 / The original frame from Triumph TR6
A conversão para rabo duro / The hard tail transformation
Triumph TR6, a doadora do quadro / Trimph TR6, the frame donor

Banco e rabeta, assim como o motor, rodas e o painel, vieram todos da NSR. Louco o suficiente certo? Não. Tem mais.

Seat and rear fairing, besides the engine, wheels and dashboard, came from the NSR as well. Well, is crazy enough right? No. There is more.

Os pneus são de uso misto, a carenagem frontal, com inspiração no estilo Bōsōzoku, foi comprada em um site de leilões e o tanque veio da Honda XL 125 Paris Dakar (modelo que nunca vimos por aqui em nosso mercado). Por fim, a cereja do bolo são os faróis duplos dianteiros CIBIE com lentes amarelas e proteção contra pedras e detritos, ambos projetados para fora da carenagem no melhor estilo das motos de competição de longa duração dos anos 70 e 80. E como Motoyan tem uma skate shop, a moto é coberta com um monte de adesivos maneiros.

The tires are dual purpose, the front fairing, in a typical Bōsōzoku style, was bought in an auction site and the fuel tank came from a Honda XL 125 Paris Dakar (a model that we never have here in our market). Finally, the ice on the cake was a dual headlight with yellow lens from CIBIE projected to outside the fairing like the endurance bikes from 70s and 80s. Like Motoyan have a skate shop the bike is covered with a lot of awesome stickers.

O tanque veio da Honda XL Paris Dakar / The fuel tank came from the Honda XL Paris Dakar
Faróis duplos old school, item raro / Old school double headlight, a rare item

Se você ficou impressionado assim como nós ficamos, reserve um tempinho para ler a entrevista que fizemos com Motoyan onde ele conta um pouco sobre ele, sua moto e customização. É uma aula sobre cultura underground japonesa que, infelizmente, não conhecemos muito à fundo.

So, if you liked the bike as much as we do, take a time to read the interview that we made with Motoyan talking about himself, his bike and about motorcycle customization. It is a true lesson about the Japanese underground culture that we, unfortunately, don’t know almost nothing.


Motocultura – Assim como sua moto chamou muito nossa atenção, sua conta no Instagram como um todo é maravilhosa. Tem humor, motos, moças lindas e muito skate. Ilustra um pouco da cultura underground no Japão. Sua presença na internet é quase um retrato de sua personalidade rebelde e inquieta o que também se reflete na sua moto. Fale um pouco sobre você, suas influências e estilo de vida.

Motoyan – Nasci em Tóquio em 1975 e atualmente tenho minha própria skate shop chamada CPW Skate Shop.
Bem, tenho um monte de influências mas posso dizer que o filme Mad Max é provavelmente uma das principais assim como outros filmes como Os Irmãos Cara de Pau, por exemplo.
Eu morei nos Estados Unidos, em Boston, por 8 anos. Lá trabalhei na Sin City Cycles, loja de meu antigo chefe, Greg. Ele é um membro dos Hells Angels e recentemente comemorou 40 anos no grupo. Greg me influenciou pra caramba. Ele é um tipo fora da lei mas não se deixe enganar por rótulos bobos. Ele é um cara super bacana e gentil.

Motocultura – Just as your motorcycle caught our attention, your entire Instagram account is wonderful. It has humor, lots of bikes, lots of skating, beautiful girls and it seems that it illustrates a little bit of Japan’s underground culture very well. Your presence on the internet is almost a portrait of your rebellious and restless personality which is also reflected in your bike. Tell us a little about yourself, your influences, and your lifestyle.

Motoyan – I was born in Tokyo (Japan) in 1975. And today I have my own skate shop called CPW Skate Shop.
Well, I have a lot of influences, but I can say that Mad Max movie is probably a big one of it… and some another movies like Blues Brothers for example.
I had lived in the US, in Boston, for 8 years. There I worked at the Sin City Cycles, a shop from my old boss, Greg. He was a Hells Angels member and recently became a 40 years member. So, Greg influenced me a lot too. He is a kind of outlaw guy but don’t be fooled by silly labels, he is very gentle guy.

Dentro da CPW Skate Shop / Inside the CPW Skate Shop
Influência de Mad Max / Mad Max influences
Os Irmãos Cara de Pau / The Blues Brothers

Motocultura – Como as motocicletas apareceram na sua vida? Qual foi sua primeira moto? Conte essa história pra gente.

Motoyan – Como comentei anteriormente, os Hells Angels e toda sua cultura tiveram uma grande influência sobre mim quando eu era mais jovem.
Tenho um irmão mais velho e ele tinha uma Kawasaki quando tinha 18 anos. Eu tinha 14 naquela época e costumava pegar a Kawasaki Z1100 GP emprestada. Foi meu primeiro contato com moto grande.

Motocultura – How did motorcycles get into your life? What was your first bike? Tell us this story.

Motoyan – Like I said before, the Hells Angels and all its culture influenced me a lot in my youth.
I have an older brother. He used to have a Kawasaki’s when he was 18 years old. I was 14 years old in that time. I used to borrow his Kawasaki Z1100 GP. That was my first experience to ride a big bike.

Kawasaki Z1100 GP: a primeira experiência em moto grande / Kawasaki Z1100 GP: the first big bike experience

Motocultura – A moto que nos apaixonou é fantástica. Ela tem um pouco de cada estilo. Além disso tem um monte de adesivos super legais que provavelmente tem a ver com a coisa do skate. Como foi a ideia de fazer a moto? Você fez tudo sozinho ou contou com a ajuda de alguém? Pode dar mais detalhes sobre todas as partes? Estamos curiosos com o motor 2 tempos! A carenagem frontal tem um quê de influência Bōsōzoku, certo? Você usa a moto no dia a dia? Ela tem um nome?

Motoyan – A moto na verdade foi feita pela Kaikado Kustom Service. Não é trabalho necessariamente meu. Colocar o motor da NSR 250 no quadro de uma Triumph foi ideia do Masao Ogawa, o proprietário da Kaikado Kustom. Tudo começou com o tanque da XL 125 e foi a primeira coisa que enviei para ele. Eu precisava de um tanque com maior capacidade por que costumo andar muito em regiões de montanha onde não existem postos de gasolina. A mesma coisa aconteceu com a carenagem pois eu também utilizo muito rodovias e, por isso, preciso de proteção adequada para o vento. Então, como você percebe, a moto começou a tomar forma baseada no uso que eu faria dela.
A carenagem eu encontrei em um site de leilões. É da Honda CBX 400 F, uma moto muito utilizada pela cultura Bōsōzoku. Então, sim. O projeto tem influência deles também.
Por fim, eu queria muito faróis duplos com lente amarela e proteção contra pedras. É um negócio bem difícil de encontrar e eu sabia que iria encaixar perfeitamente na carenagem. Então dei uma garimpada e consegui um par. O nome dela é MAD GT 3.

Motocultura – The bike that caught our attention is fantastic. It has a little bit of each style. In addition, there are a lot of cool stickers that I think is something very characteristic of the skate world. How was the idea to make this bike? Did you do everything yourself or did you have someone to help you? Could you detail a little bit of all the parts for us? We are curious about the 2-stroke engine! The front fairing somewhat resembles the Bōsōzoku style. That’s right? Do you use the bike in your daily commute? Does the bike have a name?

Motoyan – In fact my bike was built by Kaikado Kustom Service. It is not exactly my job. To put a Honda NSR 250 engine in that frame was an idea from Masao Ogawa, the owner of Kaikado Kustom. Everything started with the fuel tank from the XL 125 and was the first part that I send to him. I did need a bigger fuel capacity because I ride a lot in mountains areas where there no gas stations. The same with the front fairing because I ride most part of the time in the highways and, naturally, I would need a nice wind protection. So, like you see, the bike started to be build keeping in mind what would be the use that I would do with it.
The front fairing was found in an auction site and came from a Honda CBX400F, a quite common model for the Bosozoku bikes. So, yes, there is a Bosozoku influence in the bike as well.
Finally, I really wanted dual head lights with yellow lens and stone guards. It is a pretty rare item and I knew that it would fit perfectly on my fairing. So I dig it and found one. The name is MAD GT3.

Tanque: quanto maior, melhor / Fuel tank: bigger is better
Honda CBX400F: doadora da carenagem / Honda CBX400F: the front fairing donor

Motocultura – Você tem outras motos? Vimos uma clássica Katana no seu Instagram. É sua também?

Motoyan – Tenho uma Harley Evo Soft Tail 1999 que costumo chamar de MAD HATTER e também um scooter Fuji Rabbit 1967. A Katana é de meu grande amigo BABA. Ele é membro do nosso grupo No Future Krew (NFK). Todo mundo chama a gente de NFK.

Motocultura – Do you have other bikes besides it? We saw a beautiful Katana on your Instagram! Is it yours too?

Motoyan – I have a 1999 Harley Evo soft tail that I call MAD HATTER and a 1967 Fuji Rabbit scooter. The Suzuki Katana is owned by my buddy, BABA, he is a member of the No Future Krew (NFK). Everyone call us NFK.

O amigo Baba e sua Katana / Baba, Motoyan’s friend and his Katana
The No Future Krew / O grupo No Future Krew
A Harley / The Harley

O scooter Fuji Rabbit / The Fuji Rabbit scooter

Motocultura – A customização hoje em dia tem um monte de definições de estilo. Mas você fugiu completamente disso e o resultado ficou incrível. Você colocou seu jeitão rebelde na sua moto o que é fantástico. Tendo como referência esse seu olhar, que dica ou recado você daria para os customizadores nesse sentido?

Motoyan – Eu não ligo a mínima para o que os outros dizem. Eu queria a MINHA motocicleta. Mas, por outro lado, eu ouço as sugestões de meus amigos. Algo como “Ei Moto, você precisa de uma carenagem pois você anda rápido”. Então eu penso, e digo, “É. Tem razão. Realmente eu preciso de uma. Valeu brother!”
Por exemplo, os pneus são Pirelli Scorpion. Foi sugestão de amigos também.
Então eu enviei todas essas coisas para a Kaikado. E eles montaram tudo de uma maneira que tudo se encaixou direitinho. Eles são os melhores.
Masao me disse que toda vez que ele abria uma caixa com algo que eu enviava ele entrava em pânico. Nem eu e nem ele sabíamos se tudo iria se encaixar e como ficaria parecendo. Não sabíamos exatamente o que iria resultar. Até por que nós não queríamos copiar um projeto que eventualmente vimos nas revistas ou internet.
Mas o resultado final ficou muito legal e ficamos felizes com ele. Ouvi dizer que o Masao teve muito trabalho pra fazer a parte elétrica e para construir as câmaras de expansão dos escapes.

Motocultura – Motorcycle customization currently have many definitions of style. But you ran away from it completely and the result was incredible. You projected your rebel spirit on your bike which is fantastic. Having your vision as a reference, what tip or message would you give to bike builders in this regard?

Motoyan – I really don’t care about anything that everyone says. I wanted my OWN motorcycle. But, in another way, I use to hear my friends’ suggestions. Like, “Hey Moto, you need a fairing because you ride in high speed.”. Then i go like “Oh, I see. I definitely need one! Thanks bro!”
For example, the tires are Pirelli Scorpion. That was a friend’s suggestion too. He said to me “There are nice dual purpose tyres for NSR front 17″ and rear 18″ wheels.”
Then I sent all those different parts for Kaikado and he assemble everything in perfect shape. He is the best.
Masao said each time he opens a box which was sent from me made him have a little panic. Neither He and I were not sure if all these parts would fit on my bike and how it would looks will be. We didn’t know what would happen. Because we didn’t want immitate someone’s bike in the magazines or internet.
But it ended up very nice and we were very happy. I heard that Masao had have a lot of difficult for wiring electronics and building the expansion chambers for the exhausts as well…


Motocultura – Você tem algum grupo com o qual costuma rodar pra curtir ou usa só no dia a dia mesmo?

Motoyan – Sou membro do No Future Krew (NFK). Não somos um moto clube mas a maioria de nós andamos de moto. São motos diferentes mas é a mesma coisa, você sabe o que quero dizer. Então a moto é para as duas coisas, dia a dia e curtição com o grupo.

Motocultura – Do you have a group with whom you usually enjoy the bike for leisure or use them only for commuting?

Motoyan – I am a member of NFK. No Future Krew. We are not an MC but most of us use to riding motorcycles. We ride different bikes but same, you know what I mean. So, the bike is for the two things, commmute and leisure with the group.

Motoyan e um pequeno amigo / Motoyan and a little friend

Motocultura – Aqui no Brazil a lei proíbe tudo. É sempre um problemão mudar qualquer coisa na moto e isso acaba afetando toda a cena de customização. Como é essa questão no Japão? Mais fácil?

É a mesma coisa por aqui. Uma vez a cada dois anos temos de passar as motos por uma inspeção. Mas abaixo de 250 cilindradas não há essa inspeção. Então a gente pode fazer o que bem entender nesses modelos. Por isso escolhi a Honda NSR 250.

Motocultura – Here in Brazil, the law prohibits everything. It is always a huge problem to change anything on motorcycles and this weakens the customization scene that ends up going through a lot of difficulties here because of that. How is the issue of legalizing motorcycle modifications in Japan? It’s easier?

Motoyan – Law problem is just same here in Japan too. Once in two years we have an “inspection” for motorcycles. But, under 250cc models, there are NO inspection. So, we can do anything as much as we can in these models. That’s why we chose the Honda NSR 250.


Motocultura – Provavelmente os customizadores brasileiros adorariam um toque de alguém com uma cabeça super aberta e tanta ousadia. O que você diria para eles?

Motoyan – Como disse antes, não sou mecânico. Sou só um cara que ama andar de moto. Talvez por isso eu não ligo nem um pouco para o que os outros pensam. Só agradeço demais ao Masao que fez minha NSR chopper. Chopper é liberdade! A maior liberdade que já vi na minha vida. Então a dica é faça o que você quiser e não ligue para o que os outros vão pensar.

Motocultura – I guess that Brazilian bike builders will love a message and some tips from someone like you who has an incredibly open and bold mind. What would you say to them?

Motoyan – As I told you before, I am not a mechanic. I am just a man who love to ride motorcycles. May be that’s why I don’t care anything about what people think. Huge thanks to Masao who built my NSR chopper. Chopper is freedom. Most freedom thing I can ever imagined in my whole life. So, if you want a tip, do what you want to do and don’t mind what others will be think about it.


Motocultura – Fique à vontade para acrescentar suas considerações finais.

Motoyan – Eu queria poder dar um rolê de moto com vocês aí no Brasil algum dia. Eu adoro a cultura e comida brasileira. Estive no Rio de Janeiro uma vez com minha bicicleta. Fui à Copacabana e vi muita gente andando de skate long board. Praia linda e lindas mulheres! As pessoas foram muito legais comigo e a comida era sempre deliciosa. Quero visitar de novo! Muito obrigado! Paz.

Motocultura – Feel free to add anything you want and your final thoughts.

Motoyan – I wish I can ride motorcycle in Brazil with you guys someday. I love Brazilian culture and food. I have been to Rio once with my bicycle. I went to Copacabana beach, there are many people skating long board. Beautiful beach, and beautiful women. People are very nice to me, food is so delicious. I want to visit again! Thank you! Peace!


Motoyan e sua moto são, provavelmente, a expressão máxima do significado de motociclismo. A mais pura liberdade. Estamos aguardando ansiosos pela volta dele ao Brasil para podermos dar um rolê juntos.

Motoyan and his motorcycle are probably the ultimate expression of the meaning of motorcycling. The purest freedom. We are looking forward to his return to Brazil so that we can go for a ride together.

Links
Motoyan Instragram
CPW Skate Shop
No Future Krew
Kaikado Custom Service Site
Kaikado Custom Service Instagram

COMPARTILHE


2 thoughts on “Honda NSR 250 Mad GT3 – Uma esportiva 2 tempos chopper / A sport two stroke chopper

  1. Rafael Martins

    Demais essa matéria com o motoyan, acompanho as midias dele a bastante tempo e vcs terem feito essa matéria e essa entrevista foi mesmo foda! Parabéns!

    1. Motocultura

      Que legal que curtiu Rafael! Muito obrigado. A gente realmente não conhecia e encontramos ele por acaso pelo internet. Foi super legal bater um papo, conhecer ele melhor e mostrar um pouco dele e do trabalho dele. : )

Os comentários estão fechados.