Moto customizada do ano – Etapa cafe racer

COMPARTILHE

No dia 11 de julho de 2018 o grupo Cafe Racer Brasil, Motocultura, Bratstyle Brasil e Garagem Cafe Racer reuniram 7 motocicletas super legais, customizadas como cafe racers, para concorrerem ao título de moto cafe racer customizada do ano. A iniciativa surgiu em 2017 (você pode conferir como foi a edição 2017 aqui) tendo como principal objetivo reconhecer e incentivar os novos talentos do meio ou mesmo aqueles que modificam suas motos como um hobby e sem pretensões profissionais. 

Em 2018 o formato do concurso mudou. Dessa vez, cada etapa é dedicada a um estilo específico em etapa única. A primeira delas escolheu a cafe racer do ano no Rockers Self Garage em São Paulo.

As concorrentes e a grande vencedora

7 motos foram selecionadas para passarem pelo voto dos jurados e do público. Conheça as concorrentes:

Honda CBX750F

Primeiro lugar voto do júri
Primeiro lugar voto popular

Nota final dos jurados: 9,3

CBX750: a favorita dos jurados e do público. O grego George modificou a motocicleta sozinho em sua pequena oficina em casa.

Uma das últimas versões  da famosa sete galo com um trabalho cuidadoso, limpo e muito bem acabado feito absolutamente do zero e em todos os detalhes pelo grego George Kiriakopoulos (Grego’s Customs) na pequena oficina em sua casa. O esmero com o acabamento e o apelo inquestionável das 750cc levou o primeiro lugar tanto na opinião dos jurados como no voto popular.

Royal Enfield GT500

Segundo lugar voto do júri
Terceiro lugar voto popular

Nota final dos jurados: 8,8

Royal GT500: fruto de trabalho coletivo para a Royal Enfield. Na foto Wel Calandria do grupo Classic Riders Brasil e Rosa Freitag, uma das juradas do concurso

Praticamente um cafe racer de fábrica, a GT 500 foi completamente transformada em um versão ainda mais racer com capricho nos menores detalhes e com um resultado de encher os olhos. A motocicleta foi resultado de uma colaboração entre vários profissionais da customização convidados pela Royal Enfield Brasil e Classic Riders Brasil para ser exibida no Salão das Duas Rodas de 2017.

A moto no detalhe e sua história você pode conferir no site da Classic Riders Brasil.

Kansas 250

Terceiro Lugar voto do júri

Nota final dos jurados: 8,4

Kansas 250: uma grata surpresa. Trabalho no melhor espírito rocker executado em casa por Fernando Chaves.

Uma pequena customizada que não deixou ninguém passar por ela sem percebe-la. Chamou muita atenção pela criatividade e ousadia na transformação. Não a toa, recebeu ótimas notas nos quesitos criatividade e desafio técnico e, por conta disso, levou terceiro lugar na opinião dos jurados. Segundo seu customizador, Fernando Chaves, o terceiro lugar tem gosto de primeiro já que a moto foi construída como hobby nas horas vagas na sombra de um pé de manga. O verdadeiro espírito cafe racer.

Suzuki GS500

Quarto lugar voto do júri

Nota final dos jurados: 8,2

A valente bicilíndrica foi fruto do trabalho conjunto da Space Apes e Frateschi Garage. No lugar dos cromados e tudo o que remete ao universo das cafes tradicionais e originais, o caminho escolhido foi uma releitura mais ousada em uma modern cafe racer com tecnologia de ponta.

Royal Enfield Classic 500

Quinto Lugar voto do júri

Nota final dos jurados: 8,0

Poucas modificações profundas mas muito bom gosto e olho clínico transformaram completamente uma clássica moderna em uma cafe racer enxuta e muito bonita. Trabalho da Little Fire Garage.

Honda CB550 Four

Sexto lugar voto do júri
Segundo lugar voto popular

CB500 Four: uma clássica recuperada e aperfeiçoada por Gabriel Monteiro Gomes (foto). Na opinião do público ficou em segundo lugar na competição.

Nota final dos jurados: 7,9

Uma clássica absoluta que dispensa apresentações. A quatro cilindros média da Honda ganhou semiguidões, rabeta, banco e uma série de detalhes que deixaram a moto com um visual bem esportivo. Detalhe de criatividade: a lanterna traseira é um pisca de chevette.

Você pode ver a moto em detalhe em vídeo.

Honda CG125

Sétimo Lugar voto do júri

Nota final dos jurados: 6,7

Uma CG Titan conceitual construída pelo entusiasta Oscar Calstrom com um design limpo e detalhes em folha de ouro. Um resultado impressionante e com uma ótima solução para o difícil quadro estampado das motocicletas de pequeno porte mais modernas.

Os jurados e a votação

4 pessoas foram convidadas a atribuírem notas de 0 a 10 em cinco quesitos para cada motocicleta concorrente. As motos foram avaliadas em harmonia do conjunto, originalidade,  acabamento,  desafio técnico e criatividade. A matemática fez o restante do trabalho para definir a colocação de cada uma. Conheça os jurados:

Rosa Freitag – Piloto off-road experiente, entusiasta das customizadas e administradora do grupo Cafe Racer Brasil. É proprietária da Roots Moto Aventura que proporciona experiência fora de estrada, moto turismo e instrução de pilotagem em Campos do Jordão.

Wallasc Santos -mecânico e customizador multimarcas proprietário da W.S. Garage. Wallasc foi parte da iniciativa de escolher um jurado surpresa a cada edição.

Sebastián Rochón – mecânico e customizador experiente, proprietário da SR-Corse, especializada em Ducatis e motos italianas. Você pode saber mais sobre a SR e Sebastian em nossa entrevista com o profissional.

Cintia Morales – Motociclista experiente, arquiteta e entusiasta de customização.

O encontro e a decisão

A festa de premiação aconteceu no Rockers Self Garage com todo o clima de uma oficina de motocicletas. Além das motos concorrentes em exibição, para entrar no clima, a música era composta pelo mais puro rock inglês dos anos 50 e 60 (além de algumas licenças poéticas de música americana e algumas coisas da década de 70 e 80), o que embalava os rockers na época em suas andanças por Londres e arredores. A playlist está disponível no Spotfy! Além da música, a comida também era temática. O popular e icônico fish and chips (peixe frito com batata frita), típica comida de rua inglesa, era servido em versão deliciosa pelo pessoal da Fichips, com direito a embalagem imitando jornal e um soldado da guarda real inglesa zelando pela segurança dos comensais.

Como de costume, mais do que uma competição, o encontro e a premiação foram uma grande confraternização entre os concorrentes que puderam trocar conhecimento e fazerem novas amizades num clima muito legal. Toda moto concorrente que chegava em uma caminhonete ou carreta lá corriam todos os organizadores e competidores para ajudar a descarregar e posicionar a moto. Era todo mundo ajudando todo mundo sem nenhum pingo de disputa. Abaixo você confere algumas imagens da festa.

E não esqueça, o concurso continua em novas etapas dedicadas a estilos específicos. A etapa brat e scrambler já tem data marcada para o dia 29 de agosto de 2018 também no Rockers Self Garage. Dê uma olhadinha no evento no Facebook para conferir os detalhes e, se quiser, inscreva sua moto! Todas as informações e datas do concurso você confere na página da edição 2018.